18 maio, 2016

Confia na vida

A vida por vezes prega-nos partidas. Tira-nos o chão e o ar que respiramos. Ficamos sem saber como reagir, onde nos agarrar, o que fazer e até mesmo com quem falar. Porquê? Porque as palavras não chegam, os momentos não completam o vazio, as manhãs já não têm a mesma cor. Quando a tua companhia das caminhadas e das noites em branco já não é mais a mesma e quando a tua outra companhia de passear à beira-mar já não pode mais acompanhar-te, começas a duvidar e a perguntar a razão disso ter acontecido e da vida te estar a presentear com a permanente ausência dos que te são mais queridos.

Afinal de contas, se faço desporto todos os dias, se como linhaça moída, sementes de soja e sopa antes das refeições principais, se estou na universidade sénior a aprender inglês e informática, se vou jantar fora com os meus amigos todos os meses e para além disto tudo ainda tenho tempo para viajar e dar aos meus netos e filhos tudo o que tenho e o que tenho, por que razão me afastam assim desta maneira?


Por muito que continue a pensar, não há resposta. Talvez um dia a encontre: a ela, a ele e à resposta. Até lá resta-me confiar na vida e esperar pelo que ela tem reservado para nós. 

15 janeiro, 2015

faz da tua saúde a tua prioridade

Hoje voltei a fazer yoga. Confesso que estava com medo, porque já não praticava desde o meu oitavo ano, por isso façam as contas aos anos que já se passaram! 
Mas tinha mesmo de ir. Esta época de exames anda a dar comigo em doida, a juntar com tudo o resto que se vai acumulando ao longo do tempo. Portanto tinha mesmo de arranjar uma forma de libertar as energias. E qual a melhor maneira de o fazer? Aulas de Yoga, lá está! 
Vou partilhar aqui algumas das vantagens de praticar esta modalidade porque, na minha opinião, a nossa vida fica muito mais tranquila e feliz se incluirmos esta via do desporto no nosso dia-a-dia, quer em ginásios, quer em casa. Ora cá vai:

  • Redução do stress
  • Redução da ansiedade
  • Maior relação corpo e mente
  • Flexibilidade
  • Força
  • Tonificação muscular
  • Prevenção das dores
  • Respirar melhor

Com tantos benefícios como podemos ainda perder tempo no nosso sofá? A partir de agora e até começar o segundo semestre, vou fazer de manhã. Já me disseram que a sensação era diferente, portanto vou experimentar. E vocês já praticaram ou praticam yoga? A que horas do dia gostam mais? Partilhem as vossas experiências também! :)


12 janeiro, 2015

Vale a pena ler!

"Nunca aceites menos do que mereces ou vai dar banho ao cão!
Rótulos. Dizem que não devemos ter nada na nossa vida sem ser etiquetado e rotulado. Tenho para mim a ideia que rotular alguma coisa é marcá-la para sempre com um lugar, um espaço definido, um nome, não lhe dar outra opção, uma segunda oportunidade, uma outra escolha. Sou pessoa de escolhas, esgravato, vou à luta por aquilo que quero. Nem sempre ganho, muito mais vezes perco, quase sempre saio magoada e cheia de feridas das grandes batalhas que travo mas não é por isso que desisto de ir em frente, de acordo com o que o meu coração me dita e a minha razão não recomenda. Sem medo de viver em pleno. Com a mesma facilidade rio ou choro, engulo lágrimas que teimam em cair, ou fico com dores de barriga de tanto rir. Cada momento dita um enquadramento. Cada momento sou eu em diferentes fases da minha vida. Sou orgulhosa. Não confundir com mimada e exigente. Não peço nada, nunca. Aceito o que me dão com um enorme sorriso de gratidão e os olhos a brilhar de felicidade e faço sempre questão que me oiçam dizer enquanto olho nos olhos - obrigada. Confesso que tenho um fascínio por pessoas generosas, simpáticas, de coração grande. Não gosto de perder tempo com quem não me merece, sei como me entrego nas relações, sei o que faço por quem gosto e sei bem o que sou capaz de dar de mim. E quem de perto lida comigo também sabe bem com o que conta. Sem renhónhós, subterfúgios, duplos sentidos. Não gosto do que não mereço. Não gosto que ao pouco, a pouco e pouco, retirem mais um pouco. Não me apetece aceitar menos que zero. Não gosto de olhar para as mãos vazias à espera de nada. Ou há um mínimo de retorno ou não vale a pena. Podia ter tido muito mais, podia ter tido até muito menos. Tive aquilo que ele me deu e a vida deixou. Apesar de tudo fui imensamente feliz, como há muito tempo não era. Devo-lhe isso. Tudo isto sem rótulos. Agora vou dar banho ao cão!"

29 junho, 2014

**


At some point you will realize that you have done too much for someone, that the only next possible step to do is stop, leave them alone, walk away.It's not like you're giving up and it's not like you shouldn't try. What it's truly yours will eventually be yours and what it's not, no matter how hard you try, will never be - Dear John

22 junho, 2014

Mundial 2014


A determinação sempre foi uma das tuas maiores qualidades e sei que hoje nos vais mostrar isso! Força Portugal, vamos Seleção!

14 maio, 2014

"Dura Praxis, Sed Praxis"


Estava a chegar a Setembro e com ele chegava a entrada para a faculdade e consequentemente a tal famosa, Praxe. Depois de ter vivido más experiências noutras praxes e de não estar psicologicamente preparada para fazer parte de outra, pus em dúvida se deveria entrar para a praxe ou não. Uma amiga minha, que fazia parte do segundo ano, convenceu-me a ir e fiz o meu ano de caloiro. Não foi fácil, mas também não foi difícil. Houve momentos de brincadeiras, jogos, risos. Mas também houve momentos em que os meus braços já não aguentavam mais fazer flexões, e as lágrimas teimavam em querer sair. Mas foi nesses momentos, em que estando todos nós juntos, olhávamos para o nosso lado e tínhamos o nosso colega na mesma situação que nós. E era nesses mesmos momentos em que cada um de nós conseguia ir buscar força para seguir em frente, para encarar cada dia de praxe e não pensar no que ainda estava por vir.
Agora, ao olhar para trás, consegui ver a rapidez com que este ano passou. Todos os momentos de praxe, que na altura custavam, hoje, queria que se repetissem, um por um. Poder sentir novamente quem quero que seja a minha madrinha ou o meu padrinho, os meus exemplos a seguir, pessoas que quero que me acompanhem durante toda a minha vida académica e quem sabe, mais tarde também.
Ao contrário do que a comunicação social tenta transmitir, a praxe não maltrata os estudantes nem os faz sofrer. Só está na praxe quem quer; só vive aqueles momentos quem está neles; só chora quem vive e sente o que é realmente a praxe.
Porque é só se existirem momentos menos bons, nos quais chegamos a sofrer, que iremos saber o que é sentir a alegria e satisfação crescer dentro do nosso coração. Só assim saberemos o que é ser feliz.
Babaldas, Caloira 79+1

04 maio, 2014

Dia da mãe

Todos os anos o primeiro domingo de Maio existe e a todos eles damos um significado especial: o Dia da Mãe. Mas será que este dia apenas ocorre uma vez por ano?
Para mim, dia da mãe é todos os dias. Porque todos os dias acordo com a minha mãe no quarto ao lado; me despeço dela antes de ir para a faculdade; recebo uma chamada dela a perguntar como está a correr o meu dia; chego a casa e recebo um abraço caloroso que me aconchega se algo de mal tiver acontecido. É graças a ter a minha mãe presente que à noite antes de adormecer espero sempre pelo seu beijinho para dormir melhor. 
Por isso, desculpa Mamã, se hoje não te dei aquela pulseira da Pandora que tanto me pediste e se não te desejei “feliz dia da mãe”. Desculpa também se todos os beijinhos que te dei hoje não foram devido ao dia que era, mas sim porque os estava a dar à mulher com as bochechas mais perfeitinhas do mundo. Tu sabes como sou, e sabes que não ligo muito ao significado destes dias. Na minha opinião, é necessário valorizar todos os dias com pequenos gestos quem gosta e se preocupa connosco. E espero um dia mais tarde conseguir retribuir-te todo o apoio que me tens dado desde que me lembro que existo.